A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada

Srila Prabhupada e o Jaladuta
Srila Prabhupada e o Jaladuta

Quando Sua Divina Graça A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada entrou no porto de Boston, em 17 de setembro de 1965, poucos americanos tomaram conhecimento – mas ele não era apenas outro imigrante. Ele estava em missão, para introduzir uma antiga religião originada na Índia na América. Antes de Srila Prabhupada falecer em 14 de novembro de 1977, aos 81 anos, sua missão foi bem-sucedida. Ele fundou a Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna (ISKCON) e a viu crescer em uma confederação mundial de mais de 100 templos, ashrams e centros culturais.

O menino Abhay Charan De
O menino Abhay Charan De

Srila Prabhupada nasceu Abhay Charan De, em 1 de setembro de 1896, em Calcutá, numa família hindu piedosa. Quando jovem, enquanto crescia na Índia sob controle dos britânicos, Abhay se envolveu com o movimento de Mahatma Gandhi de desobediência civil para garantir a independência de sua nação. No entanto, em 1922, um encontro com um proeminente estudioso e líder religioso, Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati, mostrou-se influente no futuro de Abhay. Srila Bhaktisiddhanta foi um líder na Gaudiya-Vaishnava sampradaya, uma tradição monoteísta dentro da ampla cultura hindu, e pediu a Abhay para levar os ensinamentos do Senhor Krishna para os países de língua inglesa. Abhay tornou-se discípulo de Srila Bhaktisiddhanta em 1933, e decidiu executar o pedido de seu mentor. Abhay, mais tarde conhecido pelo título honorífico Bhaktivedanta Swami Prabhupada, passou os 32 anos seguintes se preparando para sua jornada rumo ao Ocidente.

Em 1965, aos 69 anos, Srila Prabhupada viajou para os Estados Unidos a bordo de um navio de carga. A viagem foi traiçoeira, e o idoso mestre espiritual sofreu dois ataques cardíacos a bordo do navio. Chegando aos Estados Unidos com apenas sete dólares em rúpias indianas e suas traduções de textos sagrados em Sânscrito, Srila Prabhupada começou a compartilhar a sabedoria atemporal da Consciência de Krishna. Sua mensagem de paz e boa-vontade ressoou entre jovens, alguns dos quais se destacaram como estudantes sérios da tradição de Krishna. Com a ajuda desses alunos, Srila Prabhupada alugou uma pequena loja no Lower East Side, em Nova York, para usar como um templo. Em 11 de julho de 1966, ele registrou oficialmente sua organização no estado de Nova York, fundando
formalmente a Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna.

Srila Prabhupada
Srila Prabhupada

Nos 11 anos que se sucederam, Srila Prabhupada deu a volta ao mundo 14 vezes em ciclos de palestras, trazendo os ensinamentos do Senhor Krishna para milhares de pessoas em seis continentes. Homens e mulheres de todas as origens e classes sociais aceitaram sua mensagem, e, com a ajuda deles, Srila Prabhupada estabeleceu centros da ISKCON e projetos em todo o mundo. Sob sua inspiração, os devotos de Krishna estabeleceram templos, comunidades rurais, instituições de ensino, e começaram o que se tornaria o maior programa de ajuda alimentar vegetariano do mundo. Com o desejo de cultivar as raízes da Consciência de Krishna em seu país de origem, Srila Prabhupada voltou à Índia várias vezes, onde provocou um renascimento da tradição Vaishnava. Na Índia ele abriu dezenas de templos, incluindo grandes centros nas cidades sagradas de Vrindavana e Mayapur.

As contribuições mais significativas de Srila Prabhupada talvez sejam seus livros. Ele escreveu mais de 70 volumes sobre a tradição de Krishna, altamente respeitados por estudiosos graças à autoridade, profundidade, clareza e fidelidade à tradição. Várias de suas obras são usadas como livros didáticos em inúmeros cursos universitários. Seus
escritos foram traduzidos para 76 idiomas. Suas obras mais importantes são: Bhagavad-gita como ele é; Srimad-Bhagavatam e Sri Caitanya-Charitamrita.