Sucessão discipular
Sucessão discipular

Popularmente conhecida como Movimento Hare Krishna, a Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna (ISKCON) pertence à Gaudiya-Vaishnava Sampradaya, milenar tradição monoteísta dentro da cultura védica, ou Hindu. Baseia-se na Bhagavad-gita (Canção do Supremo), ensinamentos espirituais proferidos pelo Senhor Krishna. Segundo a tradição, esse texto sagrado tem mais de 5 mil anos e documenta a conversa entre o Senhor Krishna e seu primo, amigo e discípulo Arjuna.

A ISKCON traça a sua linhagem espiritual diretamente do interlocutor do livro sagrado, o Senhor Krishna, que é reverenciado como a Suprema Personalidade de Deus. O texto ensina que o objetivo da vida é desenvolver amor por Deus, ou Krishna. O amor por Deus é realizado por meio da prática de Bhakti-Yoga, a ciência do serviço devocional.

Na última parte do Século XV, um santo chamado Caitanya Mahaprabhu revitalizou a tradição de Bhakti-Yoga por meio da introdução de um movimento espiritual expansivo, que varreu a Índia. O ponto central desse renascimento foi a ênfase de Caitanya no canto do nome de Krishna. Subjacente a essa prática simples está uma teologia profunda, racional e intelectualmente abrangente. Devotos de Krishna adoram o Senhor Caitanya como uma encarnação de
Krishna para esta era, e a ISKCON é uma continuação vibrante do movimento que Sri Caitanya começou.

O Movimento Hare Krishna diminuiu um pouco nos anos que se seguiram. Então, no final do Século XIX, Bhaktivinoda Thakura, um estudioso, magistrado e líder religioso na tradição de Caitanya, conduziu um segundo renascimento da devoção a Krishna. Seu filho, Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati, continuou o seu trabalho e estabeleceu templos proeminentes e instituições na Índia. Bhaktisiddhanta Sarasvati foi o mentor espiritual de A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada, e foi ele que pediu a Srila Prabhupada que levasse os ensinamentos de Krishna para fora da Índia.

Srila Prabhupada chegou a Nova Iorque em 1965, com 69 anos. Nos 11 anos seguintes estabeleceu uma instituição internacional, guiou milhares de homens e mulheres, de diversas origens e nacionalidades, em suas vidas espirituais e ajudou a fazer de “Hare Krishna” uma frase familiar em todo o mundo. A ISKCON, desde então, tem crescido em uma confederação mundial de mais de um milhão de membr@s, a partir de uma variedade de origens. Hoje existem mais de 400 templos Hare Krishna em seis continentes.