ISKCON Bahia
Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna
Acarya fundador: Sua Divina Graça A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada

Onde Estaríamos Sem o Swamiji?

ONDE ESTARÍAMOS SEM O SWAMIJI?

Satsvarupa Dasa Goswami

Srila Prabhupada, o poderoso vendaval de bhakti, que mudou completamente as vidas daqueles que ele tocou lá no número 26 da Segunda Avenida, em Nova Iorque, moldou-se primeiramente como um pregador na cidade de Janse, Uttar Pradesh, vários anos antes de vir para o Ocidente. O povo de Janse não o via como um homem de família ou homem de negócios, mas como um pregador. Gosto de pensar em Prabhupada na clínica do Dr. Sastri, onde às vezes ele sentava e conversava com os pacientes, ocasionalmente recomendando remédios, mas principalmente pregando. Ele se sentou com o Sr. Ramacharan Mitra, o lojista-poeta, em sua loja de utensílios e leu o  Caitanya-caritamrta para um grupo reunido lá. E fazia palestras, algumas vezes por dia, em vários templos, na Sociedade Teosófica e nas casas das pessoas.

Prabhupada era um pregador experiente. Ele não tinha ilusões sobre o povo de Janse e até onde eles estavam dispostos a ser influenciados por ele. Ele viu uma devoção superficial e uma tendência para o sentimentalismo. Convidaram-no para dar palestras, mas não estavam preparados para facilitar uma Liga dos Devotos. Prabhupada disse ao Sr. Mitra, “O mundo inteiro está esperando, Sr. Mitra, por nossa revolução espiritual.” Sua ambição era fazer com que toda a cidade de Janse vivesse com a consciência de Krishna. E de Janse, ele poderia partir com um movimento mundial.

Nós não temos que fazer o que Prabhupada fez e começar uma sociedade mundial de devotos; Já temos a ISKCON. Mas vale a pena notar: Podemos fazer o que estamos fazendo na ISKCON porque nosso Fundador-Acarya deixou sua família e negócios e foi sozinho para Janse. Porque ele tentou espalhar a consciência de Krishna apesar do desânimo dos outros, e porque ele persistiu, agora podemos nos chamar de devotos. Podemos afirmar que fazemos parte desse espírito sankirtana que levou Srila Prabhupada a nos pegar em primeiro lugar, aquele mesmo espírito que estava operando nele mesmo naqueles primeiros dias em Janse.

Supondo que não o tivéssemos conhecido? O que teria acontecido conosco? Teríamos morrido prematuramente ou enlouquecido por uma overdose de drogas? No mínimo, nossas vidas teriam sido totalmente inúteis. Vale a pena considerar: Se Prabhupada não tivesse vindo, onde eu estaria hoje?

Deixe uma resposta