ISKCON Bahia
Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna
Acarya fundador: Sua Divina Graça A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada

Aparecimento – Narottama Das Thakur

O Dia no Calendário Védico – Quarta-feira – 31 de Janeiro de 2018.
Purnima.
Sri Krsna Madhura Utsava.
Aparecimento – Narottama Dasa Thakura.

Biografia


Narottama Das Thakur Biografia

 

Aparecendo como o filho de um rei, Sri Narottama Dasa Thakura [Sri Thakura Mahasaya] mostrou todos sintomas corpóreos de uma pessoa divina exaltada [mahapurusha]. Tinha longos braços, um umbigo profundo, tez dourada e belos olhos em forma de lótus. Na escola, era capaz de memorizar tudo o que ouvisse [shruti dhara]. Embora rapidamente tivesse dominado o sânscrito e os Vedas, ele ansiava por servir Krishna. Era um celibatário [brahmachari] vitalício.Pela misericórdia do santo nome Gaura-Nitai, Narottama se tornou desapegado, deixou sua opulenta família, e correu para Vrindavana. Foi iniciado pelo mestre [diksha] Sri Lokanatha Goswami e recebeu instruções da filosofia dos devotos de Deus [Gaudiya] do mestre [shiksha] Sri Jiva Goswami. Quando chegou em Navadvipa-dhama todos devotos indagaram dele acerca da saúde e atividades dos principais renunciados [Goswamis] de Vrindavana. Estavam ansiosos por ouvir notícias sobre Vrindavana. Após visitar todos locais de passatempos do Senhor Gauranga na cidade de Gaura Mandala, Narottama Dasa fez o mesmo na cidade de Jagannatha Puri [Kshetra Dhama]. Depois ele foi ver os devotos e locais de passatempos de Sri Chaitanya em Santipura, Sri Khanda, Kanthak Nagar, Ekachakra, e Kheturi Gram.

Em Kheturi, Sri Narottama Dasa Thakura organizou o famoso festival Kheturi Mahotsava. Este foi o primeiro festival “Gaura Purnima” para honrar o divino dia do nascimento [aparecimento] do Deus Supremo Sri Krishna Chaitanya Mahaprabhu. Durante o festival foram instaladas seis formas de Deus [Deidade] no altar: Sri Gauranga Deva, Sri Vallabhi Kanta, Sri Vraja Mohana, Sri Krishna, Sri Radha Kanta, Sri Radha Ramana.

Com sua doce voz Narottama Dasa começou um maravilhoso canto e dança congregacional de Hare Krishna [kirtana]. Seu cantar enchia os céus, e fez cair lágrimas de amor por Deus [prema] dos olhos dos devotos, que estavam todos se divertindo no oceano de êxtase. “No meio do canto e dança congregacional de Hare Krishna [kirtana] deles, o próprio munificente Sri Chaitanya e todos Seus associados pessoais apareceram e se juntaram ao canto e dança congregacional de Hare Krishna [sankirtana]. Como um brilho do relâmpago em meio a uma massa de belas nuvens azuis, o próprio Sri Chaitanya apareceu na multidão de devotos através de uma manifestação divina [Bhakti-ratnakar].

“Naquela ocasião, embora Mahaprabhu tivesse deixado este mundo anos atrás, muitos diferentes devotos viram Mahaprabhu de diferentes maneiras. Aqueles de Navadvipa-dhama viram-No mais intimamente como Nimaichandra ou Visvambhara, conforme O havia conhecido em Sua juventude. Aqueles devotos estavam atraídos pelo Deus Supremo Mahaprabhu e seus relacionamentos íntimos [sakhya e vatsalya rasa] com Ele. Os seguidores dos seis principais renunciados [Goswamis], que só O conheciam como um renunciado [sannyasi], relacionavam-se com Ele no humor de dasya rasa. E centenas de devotos tambem adoravam o Senhor Chaitanya no humor de aisvarya, temor e reverência.

Este festival e considerado um importante acontecimento para os devotos de Deus [Gaudiya Vaisnavismo]. Centenas e centenas de devotos foram convidados, incluindo discípulos diretos de Mahaprabhu, Nityananda Prabhu, e Advaita Acharya. Nessa época, existiam muitas diferenças na interpretação dos devotos de Deus [Gaudiya Vaisnavismo]. Acharyarani Jahnava Devi veio de Kardaha com seu séquito. Presidindo sobre todos os devotos de Deus [Vaisnavas], ela resolveu suas diversas conclusões numa só filosofia de devotos de Deus [Gaudiya Vaisnava] consistente.

Pela primeira vez, o festival apresentou muitos estilos de canto e dança congregacional de Hare Krishna [kirtana] que integravam a glorificação do Senhor Chaitanya com a glorificação do Senhor Krishna e Seus passatempos. E porque tantos devotos de Deus [Vaisnavas] estavam presentes num só local, automaticamente isso tornou o festival de Kheturi extraordinário. Também atuou como um importante passo rumo a unificação de todos os devotos de Deus [Gaudiya Vaisnavas]” [Sri Navadvipa-dhama parikrama].

Narottama Dasa Thakura escreveu muitas canções devocionais sobre o mestre espiritual, os devotos, o serviço prático e amoroso a Deus [serviço devocional], os principais renunciados de Vrndavana [seis Goswamis] e as formas de Deus Gaura-Nityananda e Radha-Krishna. Embora compostas em simples idioma bengali, as canções de Narottama Dasa dão compreensão verdadeira sobre Deus [siddhanta shastrico] e inspiração devocional. Srila Prabhupada frequentemente cantava estas músicas de adoração a Deus [bhajans]. Considerando-as não diferentes das escrituras autorizadas [shastra vedico], ele as citava em suas palestras sobre o Bhagavatam. Prarthana e Prema-bhakti-chandrika são as obras mais famosas de Narottama.

O seguinte texto foi extraído do Prema-bhakti-chandrika: “Radha e Krishna são minha meta de vida e morte, e Eles são os donos de minha respiração. realizando meu canto [bhajana] apenas para Eles, alco-me e desço no oceano de amor a Deus [prema]. Oro para que eu possa sempre manter esta concepção em meu coração como meu mais alto ideal.

Deixe-me servir os pés de lótus de Radha-Govinda. Que minha mente seja preenchida pela dedicação a Suas divinas formas que derrotam a beleza de Cupido e Rati. Com uma palha entre meus dentes, caio a Seus divinos pés e apresento meu humilde apelo: “Ó Kishora-Kishori! Ó filho de Nanda Maharaja – Shyamasundara! E a filha do Rei Vrshabhanu, Sri Radha. Encantais até mesmo Hari, e Tua téz corpórea e da cor do lótus dourado. Ó Krishna, com uma cor como da joia indranila [gema azul] Tua beleza zomba de Cupido.

Ó maiores dentre os dançarinos – Sri Radha e Sri Krishna – por favor dançem dentro de minha mente. Ó Vós cuja beleza aumenta o encanto de Vossos deslumbrantes ornamentos, dia e noite só desejo que eu possa continuar a cantar Vossas glórias em grande êxtase.”

Narottama Dasa serve Srimati Radhika como Chamaka-manjari. Seu túmulo sagrado samadhi fica no pátio do templo de Radha Gokulananda 26,96. 

  • Rádio Hare Krsna

    * Agradecimentos especiais ao Prabhu Jay Gokula Das e seu grupo de Suzano que gentilmente nos deu uma cópia dessa maravilhosa biografia.
    Haribol!

Deixe uma resposta