A História do Kamika Ekadashi

A História do Vrata Kamika Ekadashi

Maharaja Yudhisthira disse: “Ó Senhor Supremo, ouvi de Ti as glórias de jejuar no Deva-shayani Ekadashi, que ocorre durante a parte clara do mês de Ashadha”. Agora gostaria de ouvir sobre o Ekadashi que ocorre durante a quinzena obscura do mês de Shravana (jul/ago).
Ó Govinda, por favor, seja misericordioso comigo e explique suas glórias.
“Ó Vasudeva, ofereço minhas humildes reverências a Ti.”
O Senhor Supremo, Sri Krishna, respondeu: “Ó rei, por favor ouça atentamente enquanto descrevo a influência auspiciosa deste sagrado dia de jejum, que remove todos os pecados. Narada Muni certa vez perguntou ao Senhor Brahma sobre este mesmo tópico: “Ó regente de todos” disse Naradaji, “ó ser que senta sobre um trono de lótus, por favor conta-me o nome do Ekadashi que ocorre durante a quinzena obscura do mês de Shravana. Por favor também conta-me qual Deidade é adorada neste sagrado dia, qual processo se deve seguir para observá-lo e que mérito concede.”
O Senhor Brahma respondeu: “Meu querido filho Narada, para benefício de toda humanidade, de bom grado contarei tudo que desejas saber, pois apenas ouvir as glórias de Kamika Ekadashi confere mérito igual ao obtido por quem realiza um sacrifício de cavalo. Certamente, grande mérito é obtido por quem adora e também medita nos pés de lótus do Senhor Gadadhara de quatro braços, que segura uma concha, disco, maça e lótus em Suas mãaos e que também é conhecido como Sridhara, Hari, Vishnu, Madhava e Madhusudana. E as bênçãos obtidas por uma pessoa que adora o Senhor Vishnu exclusivamente são bem maiores que aquelas obtidas por quem toma um banho sagrado no Ganges em Kashi (Varanasi), na floresta de Naimisharanya, ou em Pushkara, onde sou adorado. (1) Mas quem obse rva Kamika Ekadashi e também adora o Senhor Sri Krishna obtém maior mérito do que quem obtém darshana do Senhor Kedaranatha nos Himalayas, ou de quem se banha em Kurukshetra durante um eclipse solar, ou de quem doa a Terra toda como caridade, inclusive suas florestas e oceanos, ou de quem se banha nos Rios Gandaki ou Godavari num dia de lua cheia que caia numa segunda-feira, quando Leão e Júpiter estão em conjunção.
Observar Kamika Ekadashi confere o mesmo mérito que doar uma vaca leiteira e seu bezerro, junto com a alimentação deles. Neste dia, quem quer que adore o Senhor Sridhara-deva, Vishnu, é glorificado pelos semideuses, Gandharvas, Pannagas, e Nagas.
Aqueles que têm medo dos seus pecados passados e estão completamente imersos na vida material pecaminosa devem observar este melhor dos Ekadashis segundo sua capacidade e, assim, obter liberação. Este Ekadashi é o mais puro de todos os dias e o mais poderoso para remover pecados, ó Narada. O próprio Senhor Sri Hari certa vez disse sobre este Ekadashi: “Quem jejua no Kamika Ekadashi obtém muito mais mérito do que quem estuda todas literaturas espirituais. “Quem quer que jejue neste dia em particular e permaneça acordado noite afora, nunca irá experimentar a ira de Yamaraja, a morte personificada. Quem quer que observe Kamika Ekadashi não terá de sofrer nascimentos futuros, e no passado muitos yogis que jejuaram neste dia foram ao mundo espiritual. Portanto, deve-se seguir nos passos auspi ciosos deles e observar estritamente um jejum neste Ekadashi.
Quem quer que adore o Senhor Hari com folhas de tulasi se liberta de toda implicação em pecado. De fato, vive intocado pelo pecado, assim como a folha de lótus, embora estando na água, não é tocada por ela. Quem quer que ofereça a Sri Hari ainda que uma só uma folha de uma árvore tulasi obtém tanto mérito quanto alguém que dá em caridade duzentos gramas de ouro e oitocentos gramas de prata. A Suprema Personalidade de Deus fica mais satisfeito com quem oferece a Ele uma única folha de tulasi do com alguém que O adore com pérolas, rubis, topázios, diamantes, lápis-lazuli, safiras, gemas gomeda, olho-de-gato e coral. Quem oferecer ao Senhor Keshava manjaris recém-brotados da sagrada planta tulasi se livra de todos os pecados que cometeu durante esta e outras vidas pretéritas. De fato, o mero darshana de tulasi no Kamika Ekadashi remove todos os pecados, e meramente tocá-la e orar a ela remove todos os tipos de doença. Quem agua tulasi nunca precisa temer o senhor da morte. Quem planta ou transplanta tulasi eventualmente irá residir com o Senhor Krishna em Sua própria morada. Portanto para Srimati Tulasi-devi, que concede liberação em serviço devocional, devemos oferecer diariamente nossas plenas reverências.
Mesmo Citragupta, secretário de Yamaraja, não consegue calcular o mérito obtido por quem oferecce a Srimati Tulasi-devi uma lamparina perpetuamente acesa. Esse Ekadashi é tão querido pela Suprema Personalidade de Deus que todos antepassados de quem oferece uma luminosa lamparina de ghee ao Senhor Krishna neste dia ascendem aos planetas celestiais e ali bebem néctar. “Quem quer que ofereça uma lamparina de ghee ou de óleo de gergelim para Sri Krishna neste dia se liberta de todos os seus pecados e entra na morada de Surya, o deus do sol, com um corpo tão brilhante como dez milhões de lamparinas.” (2);
“Ó Yudhishthira” concluiu o Senhor Sri Krishna, “estas foram as palavras faladas pelo Senhor Brahma para Narada Muni sobre as incalculáveis glórias do Kamika Ekadashi, que remove todos os pecados. Este sagrado dia nulifica até mesmo o pecado de matar um brahmana ou matar uma criança não-nascida no ventre e promove a pessoa ao mundo espiritual por torná-la supremamente meritória. (2) Quem quer que ouça estas glórias de Kamika Ekadashi com fé se torna livre de todos pecados e retorna ao lar, de volta para Vishnu-loka.”
Assim termina a narrativa das glórias de Shravana-krsna Ekadasi, ou Kamika Ekadasi, do Brahma-vaivarta Purana.
Notas:
1) Em Pushkara-kshetra fica o único templo na terra em que se adora o Senhor Brahma formalmente.
2) Este Ekadashi é tão poderoso que se quem não pode jejuar simplesmente seguir as práticas aqui mencionadas, será elevado aos planetas celestiais, junto com seus antepassados.
3) Quem mata um brahmana, etc., e depois ouve as glórias do Kamika Ekadashi será aliviado da reação do seu pecado. Contudo, não se deve pensar de antemão que se pode matar um brahmana e depois passar sem castigo simplesmente por observar este Ekadashi. Cometer pecado sabendo disto é uma abominação.

Link permanente para este artigo: http://iskconbahia.com.br/a-historia-do-kamika-ekadashi/